Notícias

19h19

Nova vacina Herpes Zoster

Compartilhe
Tamanho do Texto
Nova vacina Herpes Zoster

O que é Herpes Zoster?

Popularmente chamado de cobreiro, o Herpes Zoster é causado pelo Varicella Zoster Vírus, o mesmo que causa a Varicela (catapora). De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, a varicela ocorre com maior frequência na infância e resulta da infecção primária. Já o herpes zoster é mais comum no idoso, e tem origem na reativação do vírus após a primeira ocorrência de varicela.

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) esclarece que o herpes zoster é caracterizada por uma erupção cutânea dolorosa, geralmente com bolhas. Além disso, pode causar febre, dor de cabeça, calafrios ou dor de estômago. Raramente pode levar a complicações como pneumonia, problemas de audição, cegueira, inflamação cerebral (encefalite) ou morte.

Shingrix: Nova vacina herpes zoster tem maior eficácia contra doença

Em nota, a Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) informa que nos estudos pivotais, a vacina herpes zoster recombinante (Shingrix), demonstrou mais de 90% de eficácia na prevenção de episódio agudo, mesmo entre idosos acima de 70 anos de idade. Por esse motivo, a vacina se torna preferencialmente recomendada na prevenção da doença em adultos acima dos 50 anos de idade.

Doutora Ceuci Nunes (CREMEB 8876), infectologista e diretora da divisão de vacinas do Labchecap, alerta que quem já tomou a vacina atenuada pode tomar a nova vacina inativada. “A nova vacina é inativada, ou seja, os vírus usados estão mortos, sendo bastante improvável ter grandes complicações. A vacina anterior é atenuada, isso significa que possui vírus vivos com menor potencial infeccioso”, elucida Dra. Ceuci Nunes.

A SBIm recomenda que pessoas vacinadas previamente com a vacina atenuada recebam a vacina inativada, respeitando-se um intervalo mínimo de dois meses. O novo imunizante também impacta diretamente pessoas com imunocomprometimento a partir de 18 anos de idade e adultos com 50 anos ou mais.

“Os adultos acima de 50 anos já podiam tomar a vacina anterior. A grande novidade desta vacina é que é inativada e pessoas a partir de 18 anos com imudepressão podem utilizar. A proteção também é maior, portanto, é mais segura e mais efetiva”, reforça a infectologista.

Esquema Vacinal e Efeitos Colaterais

Ainda em nota, a SBIm indica duas doses (0,5 ml por via intramuscular), com intervalo de dois meses (0-2 meses). Caso seja necessário alterar o esquema padrão, pode ser adotado um intervalo de até seis meses. O intervalo mínimo permitido é de quatro semanas entre as doses.

Doses aplicadas com intervalos inferiores devem ser desconsideradas. Não há necessidade de reiniciar a série caso o intervalo seja estendido inadvertidamente por mais de seis meses. A vacina pode ser usada independentemente de histórico de varicela ou vacinação contra a doença.

Os efeitos colaterais mais comuns são dor, edema e vermelhidão no local da aplicação, geralmente leve ou moderado. Cansaço, calafrios, febre e mialgia são eventos adversos também descritos, que se resolvem com analgésicos comuns.

Posso tomar duas vacinas juntas?

A SBIm informa que se mostrou seguro o uso simultâneo da vacina inativada com as vacinas influenza, pneumocócicas e tríplice bacteriana acelular do tipo adulto (dTpa), sem qualquer interferência na resposta imune às vacinas.

Já tive herpes zoster, posso tomar esta vacina?

Pela raridade de recorrência da doença em curto prazo, a SBIm sugere que a vacinação seja realizada a partir de seis meses após um episódio agudo de herpes zoster. Porém, não há necessidade de aguardar esse prazo aos que optarem por recomendar a vacinação logo após a resolução do quadro, considerando o risco de perda de oportunidade vacinal.

“Herpes Zoster é uma doença que causa muito sofrimento, a frequência aumenta com a idade e esta nova vacina é mais efetiva que a anterior. Vacine-se!”  
(Dra. Ceuci Nunes)

Siga o Labchecap nas redes sociais
Deseja marcar seus exames e/ou vacinas?
Clique no botão ao lado.
Certificações e Acreditações
Controllab
Controllab
PNCQ
PNCQ
PALC
PALC
Sistema Nacional de Acreditação DICQ
Sistema Nacional de Acreditação DICQ
ISO 9001
ISO 9001
Call center
Salvador e região metropolitana: 71 3345.8200
Segunda à sexta 6:30h às 19h.
Sábado 6:30h às 14h
Feira de Santana e Alagoinhas 4020.8880
Segunda à sexta 6:30h às 19h.
Sábado 6:30h às 14h
Call center domiciliar: 71 3345.8200
Segunda à sexta 6:30h às 17h.
Sábado 6:30h às 13h.
Diretor Técnico Laboratorial : Dr. Josemar Fonseca - CRF 1290.
Diretora Técnica SEIMI: Dra. Ceuci Nunes - CREMEB 8876 - RQE 3124
Diretor Técnico Imagem : Dr. Valter Ribeiro - CREMEB 23543 - RQE 14979.
Diretora Operacional : Dra. Vanda Regina de Oliveira Baqueiro - CRF 1987
2021 - 2022. Labchecap. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Para obter mais informações, consulte a nosso política de privacidade e nossa política de cookies. E para entender os tipos de cookies que utilizamos, clique em Opções. Ao clicar em Aceito, você consente com a utilização de cookies.

Aceito Opções

Definições

Queremos ser transparentes sobre os dados que nós e os nossos parceiros coletamos e como os utilizamos, para que você possa controlar melhor os seus dados pessoais. Para obter mais informações, consulte a nossa política de privacidade e nossa politíca de cookies.

O que são cookies?

Cookies são arquivos salvos em seu computador, tablet ou telefone quando você visita um site.

Usamos os cookies necessários para fazer o site funcionar da melhor forma possível e sempre aprimorar os nossos serviços.

Alguns cookies são classificados como necessários e permitem a funcionalidade central, como segurança, gerenciamento de rede e acessibilidade. Estes cookies podem ser coletados e armazenados assim que você inicia sua navegação ou quando usa algum recurso que os requer.

Gerenciar preferências de consentimento

Utilizamos softwares analíticos de terceiros para coletar informações estatísticas sobre os visitantes do nosso site. Esses plugins podem compartilhar o conteúdo que você fornece para terceiros. Recomendamos que você leia as políticas de privacidade deles.

Bloquear / Ativar
Google Analytics
Necessário

São aqueles que permitem a você navegar pelo site e usar recursos essenciais, como áreas seguras, por exemplo. Esses cookies não guardam quaisquer informações sobre você que possam ser usadas em ações de comunicação de produto ou serviço ou para lembrar as páginas navegadas no site.

Bloquear / Ativar
Google Fonts
Necessário
Google Maps
Necessário

Os plugins são usados ​​para rastrear visitantes em websites. A intenção é exibir anúncios relevantes e atraentes para o usuário individual e, portanto, mais valiosos para editores e anunciantes terceirizados.

Bloquear / Ativar
Facebook Pixel
Recomendado